09 novembro 2012

Preconceito Literário e Musical


Sabe quando você não lê um livro simplesmente porque o design da capa é feio, ficam zoando o livro ou pelo simples fato de você achar que ele já ficou muito "manjado"? Ou então quando você ouve a música de uma banda, acha ela boa, mas não procura saber mais pelo fato de ser "modinha" ou de zoarem o cantor/banda? Esse tipo de coisa, nós podemos chamar de preconceito literário e musical, respectivamente. Sim, preconceito, parece uma palavra forte para isso, mas acho que é a mais certa.

Eu sou uma pessoa que, começando a falar do livro, não gosto desse tipo de preconceito, pois todos os livros tem seus lados bons e ruins, e ainda mais falando de livro, não tem como você tirar suas conclusões sobre um, sem ao menos nem ter lido. Por exemplo Crepúsculo: Todo mundo AMA falar mal da saga, mas sem nem ter pego um dos livros dela na mão, julgam pelo filme, que eu mesma posso afirmar que não é igual ao livro (acho que o filme estragou muito a historia). Também acontece muito da pessoa ter um certo preconceito com autor brasileiro, eu mesma por exemplo, não gostava nem de ver um escritor brasileiro, que já ficava meio com duvida de ler o livro, mas depois de um tempo fui lendo alguns livros e vi que isso não tem nada haver, que eles escrevem tão bem, ou até melhor, que os gringos.



Sobre preconceito musical, posso dizer quase a mesma coisa, porém é bem maior que o literario, pois as pessoas só veem a imagem da banda, e as vezes nem se interessam de ouvir, e já saem falando mal, zoando e etc. Um bom exemplo, é sobre a minha banda preferida, que é a Fresno, as pessoas amam falar mal (antigamente era mais que hoje em dia), sendo que atualmente ela é uma das melhores bandas nacionais (das conhecidas) de hoje em dia. Tem gente que ainda me zoa por ela ser a minha favorita, ai quando fazem isso, eu meio que "obrigo" a pessoa ouvir varias musicas dela e dos projetos paralelos do Lucas, que é o "dono" da banda e do Tavares, ex-baixista da Fresno.



Bem, se você deixou de ler algum livro pela capa, ou pelo autor, qualquer coisa assim, ou então não ouviu alguma banda pela aparência dela, ou por conta de apenas zoarem ela, reveja seus conceitos.

20 comentários:

bacana o post, concordo com seu ponto de vista, mas não sei se tenho algum preconceito assim.
Ótimo post, Amanda.

Com relação a Crepúsculo (os livros) eu adorei e o pessoal "mete o pau" mesmo sem ter lido. Comprei uma revista de literatura e me surpreendi com uma matéria que relacionava Crepúsculo com o movimento literário romântico, achei isso bem bacana, para abrir os olhos das pessoas para o novo. Vejo muita gente reclamando de novos escritores (tantos nacionais quanto de fora), pra falar a verdade, essas pessoas "zoam" comigo por ler "besteirol" e por elas lerem clássicos. Ok, eu também gosto de clássicos, mas acredito que não podemos nos limitar ao passado e fechar os olhos para o novo. Hoje eu nem ligo mais e quem está perdendo são essas pessoas que tem medo do novo (apesar de possuírem tablets, smartphones etc., rs).
Concordo totalmente com você Amanda.
Preconceito por si só já é algo horrível, quanto mais preconceito literário e musical. Eu também gosto de Crepúsculo e parece que tem gente que não aceita isso. Como se todo mundo fosse obrigado a DETONAR a história, como a maioria faz. Eu gosto e ponto final. A gente é livre pra gostar do que quiser e cada livro é um caso. Você só sabe se gosta ou não, se ler.

Beijos :*

elaselivros.blogspot.com
Eu já li livro de autor brasileiro não tenho nada contra uma pena que o preço é tão caro =( (desejando os livros da paula pimenta), Eu amo Crepúsculo e claro que os livros são melhores que os filmes, não sei se você sabia mas antes do filme sair existia uma infinidade de pessoas que morriam de amores pelo livro, esse ódio todo é fachada eles falam mal mas são os primeiros a comprar o ingresso para assistir filme.
Já ouvi umas músicas do fresno e curti, assim como gosto de algumas do nx zero sei que a banda sofre preconceito também, mas se uma música não é do gênero que eu curto não vou ouvir, mas também não vou criticar respeito é bom e todo mundo gosta.
adorei o post
Eu nunca li Crepúsculo, mas assisti a todos os filmes e gostei bastante. Não sou contra nem a favor dessa banda fresno :/ ousso minhas bandas e deixo quem quiser ouvi a sus ouvir, sem me entrometer.

http://mundodosmngas.blogspot.com.br/
Nossa, isso é super verdade.
Já perdi as contas de quantas vezes deixei de ler algo por causa do autor, por ser um clássico ou por achar que seria infantil demais e vez ou outra me arrependi disso, rsrs.
Adorei o post.
Beijo!!
Eu particularmente gosto de Crepúsculo! Gosto mesmo e ponto final, hahaha. Tanto do filme quanto do livro. Acho que esse preconceito não está com nada! Cada um tem seu estilo musical e literal, e quem somos nós para julgar?!

Beijos,
Milena - Livros na Cabeça
Preconceitos existem e sempre vão existir,só acho que antes de criticar as pessoas deveriam conhecer profundamente o assunto...muitas vezes elas podem se surpreender.Bom levantar esse tema no post...gostei.
Abraço!

Bruno
http://oexploradorcultural.blogspot.com
Olá!
Geralmente as pessoas pegam o que está fazendo sucesso como alvo. Isso é bem comum, e esse negócio da saga crepúsculo é mais ou menos assim: todo mundo amou os livros, de repente lançaram os filmes e até quem gostava dos livros começou a detestar a autora. E hoje ela é uma das mais bem sucedidas - e também uma das mais odiadas.
Ótimo post!
Beijos

Andressa
umdiaacadalivro.blogspot.com.br
Acho que quem fala mal é gente ignorante, que não respeita as opiniões alheias.
Crepúsculo eu só li os dois primeiros livros e parei. Enquanto Fresno, não posso afirmar pq nunca parei para escutar uma música deles.

Era uma vez
Acho uma merda esse preconceito literário e musical, não tem problema a pessoas não gostar mas tem que saber respeitar!

Beijos, Bi
http://behindenemyline8.blogspot.com.br
Pura bobeira.
Cada um tem o direito de gostar do que quiser.
O problema é que tem gente que não sabe respeitar.
Nada é bom ou ruim, tudo depende da percepção de cada um...
Eu nem ligo, escuto meu Metallica lendo Crepúsculo e ai de quem criticar hahaha
Beijinhos
http://fulanaleitora.blogspot.com.br
Gostei bastante desse puxão de orelha para os preconceituosos ( não me encaixo nesse quadro em rsrs ) muitas pessoas fazem isso só por que seus amigos também fazem , isso é detestável :(

Beijos.
Guilherme.
http://umcompulsivoleitor.blogspot.com.br
Antigamente primeiro comprava um livro pela capa, mas agora não faço mais isso pq as vezes perdemos estórias tão fascinantes pelo simples fato da capa não ser "linda".
Sobre preconceito de bandas, não vou mentir que não tenho!
Agora, vc respeitar a preferência do outro é outra coisa.
Cada um curte o que quiser, somente respeite o gosto do outro q isso acaba.
Resenha - Um Olhar de Amor
Passa lá!
Manuscrito de Cabeceira
Bjs.
Acho esse preconceito desnecessário, afinal, gosto é gosto, e isso não se discute.

David - Leitor Compulsivo
Aiii também acho esse tipo de preconceito um Ò! Fala sério...não gosta fica quieto e respeito o outro. Eu nunca li crepúsculo e não posso falar nada. Eu curto fresno sem culpa. Ah...e tem pessoas que nem chegam a ler o livro e já falam mal!
Beijos!
Paloma Viricio- Jornalismo na Alma
ODEIO qualquer tipo de preconceito. Isso é muito de pessoa sem ideia.
Beijos!
Realmente tem mt preconceito, mas ninguém vai deixar de ir no cinema lá para vê o final da saga né?
Não curto Fresno, mas fico calada.
adorei o post
bjs
www.amodernpinup.com
Adorei o post e acho qualquer tipo de preconceito bem irritante e odiável, nunca deixei de ler um livro pela capa ou nacionalidade de autor ou deixei de ouvir uma música pela aparência da banda. E se eu não gosto de tais livros ou bandas, eu simplesmente fico quieta. E o pior ainda é algumas pessoas falarem mal de tal banda ou livro sem nem ter lido.
Beijos.

http://palavrasdeumlivro.blogspot.com.br/
Oie!

Está aí um assunto que tanto quero debater, mas nunca consigo porque sempre exagero demais nos argumentos, hahahaha. Você conseguiu colocar meus pensamentos no papel de forma mais resumida, mas igualmente certeira. Também sou contra a qualquer tipo de preconceito. Se não gosto de algo, tento ver pelo lado de quem gosta, porque pra mim é tudo uma questão de gosto e não de "inteligência a menos", como muitas pessoas gostam de afirmar. Posso não gostar de certa coisa, por isso tento não falar sem embasamento algum.

Bjins

www.dicasoutravessuras.blogspot.com

Postar um comentário