29 outubro 2012

Halo - Alexandra Adornetto

Editora: Agir
Ano: 2010
Categoria: Romance, Literatura Estrangeira
Páginas: 472
Avaliação:


Sinopse: Três anjos são enviados à Terra com planos de se misturarem aos humanos para assegurar a paz e trazer a bondade: Gabriel, o Herói de Deus, um antigo guerreiro que se disfarça de professor de música; Ivy, serafim abençoada com poderes de cura; e Bethany, a mais nova e inexperiente do grupo, enviada como uma jovem estudante para aprender sobre a humanidade. Após Bethany se encantar com a vida humana, ela começa a viver todas as experiências de uma adolescente normal, até se apaixonar por um rapaz e colocar toda a missão em risco. As forças do mal se aproveitarão dessa situação para pôr seus planos malignos em prática. Um romance de tirar o fôlego, que responderá a pergunta: será que o amor é forte o suficiente para vencer as forças do mal?
Não gostei muito da sinopse, mas resolvi dar uma chance para o livro, apesar de muitas resenhas negativas. A capa é bem linda e já deixa a desejar, ao contrário da história, que na minha opinião, é meio chata.

O livro conta a história de três anjos que foram enviados a terra na missão de levar a paz aos humanos, e de livrá-los da força do mal. Esses três anjos, Gabriel, Ivy e Bethany, vieram em forma humana, com algumas pequenas falhas, como por exemplo a pele perfeita, a falta de umbigo, o fato de não suarem e de não deixarem pegadas etc.
Gabriel e Ivy já visitaram a terra algumas vezes e, por isso, são mais experientes e livres de sentimentos humanos. Bethany, ao contrário deles, é totalmente inocente e quer descobrir tudo que uma adolescente normal haveria de sentir. Inclusive se apaixonar, colocando toda a missão em risco. E como se isso já não fosse suficiente, ela coloca essa sua paixão em primeiro plano e se esquece totalmente do motivo de estar ali.
E essa sua paixão tem nome, Xavier, um garoto simpático e popular que sofreu muito por um amor no passado e que evita todas as garotas do colégio. Isso até Bethany chegar (que novidade, não?).

Tenho que confessar que depois de algumas páginas a leitura vai ficando entediante, chata... Sabe quando sua amiga está apaixonada e não para de falar de seu amor? De como ele é lindo, que ele é a razão do seu viver, da sua vida, da sua existência, e blábláblá. Essa é totalmente a narrativa de Bethany. É como se Xavier virasse o oxigênio dela e ela dependesse totalmente dele. O que virou uma verdade, já que Xavier começa a cuidar dela como se ela fosse uma criancinha de 3 aninhos. Lembra ela de comer, de fazer os deveres e até mesmo responde por ela.
Lá pro meio da história as forças do mal começam a agir.

Apesar de todos os pontos negativos, a história é fofa, não é aquela que te prende do começo ao fim, mas eu recomendo e vou acompanhar a série para ver no que isso vai dar.

Até o próximo post.

11 comentários:

Olá!
Eu comprei esse livro, mas li tantas resenhas negativas sobre ele que nem o li. Não gosto desse tipo de estória, romance melado pra mim é o fim. Por isso sou mais o Patch! hehe
Beijos

Andressa
umdiaacadalivro.blogspot.com.br
Eu gosto de romances, nunca enxerguei nenhuma das minhas leituras como esse romance que chega a dor nojo, por isso me arriscaria com esse livro. Estou entrando agora nesse tema anjos apaixonados por humanos, ou vise e versa, e ainda não sei se me agradará. Apesar de eu achar que a paixão proibida sempre me atraí na literatura, filmes e coisas do tipo *-*


xoxo
http://amigadaleitora.blogspot.com.br
Eu tomei um receio tão grande com livros de anjos, que não sinto vontade de ler nenhuma outra série com o tema.
Por enquanto, acho melhor passar longe deste livro.
Resenha ótima, bem sincera.

Lucas / Era uma vez
Pra ser sincera, não achei a capa aquela coisa toda que dizem, só bonitinha. Então, lendo as resenhas que você me mostrou, e agr a sua, já sei que não quero ler esse livro, asiudhusa. Mas quem sabe um dia?... Parabéns pela resenha, sua linda :3
Bom, eu honestamente li Halo sem olhos críticos, porque ele foi o 'primeiro' livro da Má. Ela viu a capa e sinopse numa revista, se apaixonou (eu já tinha visto e achado linda, mas nunca tinha me disposto a comprar) e cismou que queria ler, então, imagine minha felicidade ao ouvir "Caleb, Halo é tão lindo, o Xavier me lembrou você em vários e vários momentos. Em um deles em particular até você concordará" e fez questão de me emprestar. Então, sim, eu li Halo com olhos apaixonados e pelo fato de ser curto eu nem cheguei a achar ele tão meloso assim. haha. De qualquer modo, ainda estou na expectativa de ler as sequências e, logo menos, compro Hades.

Parabéns pela resenha, Mini-min-chan. Gosto muito da sua sinceridade, isso é algo ímpar.

E como há braços, abraços.
Caleb Henrique - Viajante Literário
Ai...vejo muitas reclamações dessa série, justamente porque depois de alguns livros falam que vai ficando chata! Mas,acho que só lendo para ter uma opinião formada mesmo.
Beijos!
Paloma Viricio-Jornalismo na Alma
Gostei do post, alias seu blog tmabém é muito bonito, parabéns ^^

Gostaria de participar do "Blog Destaque" lá no meu blog?
http://himi-tsu.blogspot.com.br/ Tenha uma boa semana!
Não curto coisinhas mt melosas. Sou mais aquelas histórias que tudo vai se desenrolando e só no final os principais ficam juntos <3
Beijoos!
Oie!

Essas tramas são tão parecidas, não é? É por isso que ainda não dei nenhuma chance para livros com essa temática de "anjos vão pra Terra e se apaixonam por humanos", tenho um pé atrás com todas, embora em breve espero ler alguma coisa desse tipo para tirar minhas conclusões. Apesar disso tudo que você falou, acho que eu leria só pra passar meu tempo, nunca é demais.

Bjins

www.dicasoutravessuras.blogspot.com
Essa é uma das séries que mais amo (junto com Hush Hush, House of Night e Fallen), acho a Bethany uma menina linda e corajosa. Já li o segundo livro (que álias já fiz resenha) e estou completamente louca pra ler a continuação.
Uma ótima resenha.
Resenha - A Maldição do Tigre.
Passa lá!
Manuscrito de Cabeceira.
Beijos.
Eu ainda não li essa série, mas será uma das próximas que lerei.
Todos já me disseram que a história não é lá essas coisas, mas... vamos tirar a prova.

Um beijo,
Luara - Estante Vertical

Postar um comentário